Categorias
Tecnologias

Mídia Impressa

Em 1980, começam as transmissões da rede CNN, que em pouco mais de 10 anos tornar-se-ia a referência em jornalismo televisivo internacional. Ela ganha notoriedade mundial com a cobertura da Guerra do Golfo em 1991. Em 1919, surge o New York Daily News, primeiro jornal em formato tablóide. A Alemanha foi o primeiro país a produzir revistas ilustradas graficamente com fotografias.

No ano seguinte, The Times de Londres cria rotativa que imprime 10 mil exemplares por hora. O linótipo foi inventado em 1889, por Otto Merganthaler, revolucionando as técnicas de composição de página com o uso de tipos de chumbo fundidos para gerar linhas inteiras de texto.

(comparar, argumentar, testar, extrapolar, enfim, descobrir o que fazer com as informações) e reflexão colaborativa (debate em grupo utilizando a comunicação mediada por computador, com ênfase ao uso do fórum). História da escrita (invenção da escrita nos manuscritos até o impresso, com a invenção da imprensa por Gutenberg).

Um dos maiores problemas da imprensa mundial é a falta de liberdade de expressão e a censura do jornalismo em alguns países. Geralmente, a falta de Liberdade de Expressão pode ser encontrada em países onde há uma ditadura, onde a imprensa local deve obedecer às ordens do Governo, ou então, é censurada por tempo indeterminado. Em nações onde há ditadura, são poucas as organizações que sempre obedecem aos ditadores. Em 1962, o jornal norte-americano Los Angeles Times utiliza fitas perfuradas para agilizar a composição em linotipos. Naquele mesmo ano, entrou no ar o Telstar 1, primeiro satélite de telecomunicações específico para os mídia.

Sabe-se que ao longo da história da produção do conhecimento científico, diversos paradigmas foram sendo quebrados e novas possibilidades de estudo foram surgindo para uma melhor compreensão da sociedade, da educação e das produções realizadas pelo ser humano. Dessa forma, as imagens trazidas nessa monografia, são entendidas enquanto fonte visuais, colaborando assim para um entendimento melhor do assunto pesquisado mídia impressa. Comunicação organizacional, como objeto de pesquisa, é a disciplina que estuda como se processa o fenômeno comunicacional dentro das organizações no âmbito da sociedade global.

Ela analisa o sistema, o funcionamento e o processo de comunicação entre a organização e seus diversos públicos. […] Fenômeno inerente aos agrupamentos de pessoas que integram uma organização ou a ela se ligam, a comunicação organizacional configura as diferentes modalidades comunicacionais que permeiam sua atividade. A comunicação organizacional é uma das áreas da administração que tem ligação direta com o marketing, pois ela é a vitrine de informações que se pode ter sobre o que a organizações podem oferecer ao seu público, a sua clientela. As organizações, sejam pequenas, médias ou grandes, tendem a ter de qualquer forma, uma comunicação, seja eficiente ou não, permitindo de alguma informa processos de passagem de informações internamente e externamente, percebendo-se assim que a comunicação organizacional é um fator inerente dentro da administração.

História Das Mídias

Por isso, a indústria editorial ajudou autores a produzir e distribuir cópias de seu trabalho facilmente e as primeiras impressoras também atuavam como livreiros e editoras no atacado. Muitas vezes como qualquer outro empresário o faz, muitas vezes se apreendem sobre os direitos dos autores no século 20º. Os avanços tecnológicos no século 19º, a máquina fez papel e, em seguida, a máquina de tipografia Linotype também tornou a publicação ainda mais simples e lucrativa.

Os livros de paperback revitalizaram a indústria editorial ao tornar a literatura alta e clássica acessível em formato portátil e barato. Na virada do século descobrimos que a editora de livros já era uma grande indústria e era controlada na Europa por seis grandes editoras. Junto com o desenvolvimento dos livros, a tecnologia de impressão também fez uma possibilidade diária de jornal para nós. Embora os jornais também tenham sido iniciados durante o tempo romano e o registro mais precoce de um jornal seja encontrado no ano 59 a.C., o nome deste jornal foi Acta Diurna ou doações diárias e foi iniciado por Júlio César.

evolução da mídia impressa

O primeiro despacho transatlântico por telégrafo, por exemplo, foi enviado pela AP em 1858. A comunicação por telégrafo liga o Brasil à Europa a partir de 1874; começam a chegar ao país despachos de agências internacionais.

Futuro Da Mídia Impressa

De acordo com Sampaio, a primeira sociedade de rádio regular no Brasil foi criada no Rio de Janeiro, a capital do país na época. Posterior a esta demonstração pública, já estavam à disposição da sociedade em geral diversas publicações que ensinavam a montar receptores, algumas diziam ainda que seus esquemas iriam permitir a construção de rádios tão poderosos que captariam transmissões de qualquer parte do mundo. Quanto a Radiodifusão em território brasileiro, relatos mostram que as primeiras demonstrações ocorreram na cidade do Rio de Janeiro, no ano de 1922, durante as comemorações do Centenário da Independência. As mudanças significativas para a televisão não ficaram restritas ao universo da programação, que foi abalada com a chegada da televisão a cabo e as fitas de vídeos, havia uma preocupação cada vez maior com a resolução de imagem e a compatibilidade desta com os sistemas de informação.

Na Baixa Idade Média, as folhas escritas com notícias comerciais e econômicas eram muito comuns nas ruidosas ruas das cidades burguesas. Em Veneza, as folhas eram vendidas pelo preço de uma gazeta, moeda local, de onde surgiu o nome de muitos jornais publicados na Idade Moderna e na Idade Contemporânea. Desde séculos passados, publicações tinham sido criadas e distribuídas regularmente pelos governos.

Sete anos depois, realizou-se a transmissão da chegada da missão Apollo 11, dos EUA, à Lua. As primeiras transmissões de televisão foram feitas nos Estados Unidos nos anos 1930, e já nos anos 1950 a televisão competia com o rádio pela possibilidade de transmitir informação instantaneamente, com o adicional sedutor da imagem. O videotape foi inventado em 1951, mas só começou a ser usado em larga escala a partir dos anos 1970. A primeira transmissão de rádio transatlântica foi feita em 1903, por Marconi. As primeiras emissoras de rádio, surgidas na década de 1920, tomaram grande parte do protagonismo dos jornais no acompanhamento passo-a-passo dos fatos da atualidade. Ao mesmo tempo, apareceram os cinejornais, filmetes de atualidades cinematográficas. O primeiro deles, o Fox Movietone News, surgiu em 1927, com o uso do som no cinema.

Evolução Da Propaganda

Até então, estas publicações tinham periodicidade semanal, quinzenal, mensal ou irregular. Foi só a partir de 1650 que surgiu o primeiro jornal impresso diário do mundo, o Einkommende Zeitungen (Notícias Recebidas) fundado na cidade grafica ribeirão preto alemã de Leipzig. Durante o século XVI os centros mais produtivos eram as cidades universitárias e as cidades comerciais. Veneza continuou a ser a capital da imprensa, seguida de perto por Paris, Leon, Frankfurt e Antuérpia.

Uma versão para armazenamento de dados também foi lançada, mas não obteve êxito comercial. Era uma mídia que se corrompia facilmente e de capacidade extremamente limitada. Rapidamente saiu do mercado com a chegada dos CDs, DVDs, Pendrives e cartões de memória. O Disquete, também chamado por floppy disk, é um tipo de mídia baseada em armazenamento magnético, no qual o fino e flexível disco magnético fica selado em um plástico retangular. Foi lançado comercialmente na década de 70 e esteve no mercado até o início dos 2000.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *